quinta-feira, 14 de abril de 2011

Farfalla

Pôs os pés pra fora e começou uma chuva torrencial. Mesmo assim ele seguiu com seus passos.
Pôs os pés pra fora e começou uma chuva torrencial. Lembrou que havia esquecido algo e voltou para dentro. Parou e escutou... A chuva tinha parado. Voltou seus olhos pela janela e viu que gota nenhuma caia. Sentiu arrepios.
Saiu para fora e a chuva torrencial voltou a cair, fechou a porta. O silêncio reina novamente.
Sentou no sofá vermelho e começou a pensar. Como borboletas em volta dos jardins, o pensamento começa a viajar pela sua cabeça. Será loucura, ou a chuva só chove quando ele sai?
Começa a pensar que seja algum sinal. Ficar sempre dentro? Não sair fora?

Grande audácia do ser humano, pensar que tudo gira em torno de si próprio.

2 comentários:

Ana disse...

muito bom...

pamalos disse...

...adoro me molhar com a água da chuva! ;)