sábado, 29 de novembro de 2008

Bares e filas de cinema.

Não ler críticos, eis o caminho.

A arte é tudo aquilo que o ser humano cria, independente do que terceiros, digam.
Uma vez tendo uma conversa com um amigo, expus a ele a minha opinião sobre arte, e disse que tudo o que o ser humano cria é arte, ele disse que não, pois, tem todo um lado técnico a ser avaliado. Daí, logo em seguida disse, como pode arte ser avaliada? Ele ficou, quieto.
Você sabe que eu te adoro, Rafa? Mas não concordo nenhum um pouco com você, odeio quando misturam arte com técnica, pois arte é o que vem de dentro, puro sentimento, e cada obra tem um sentido próprio para quem a observa.
A arte num sentido geral, fala diretamente e em particularmente com cada um. Por isso aconselho, não leiam criticas e ou opiniões, tenha você mesmo o primeiro contato com a obra e formalize a sua própria critica e sentido que ela tem pra você.

Vick, Cristina, Barcelona.

Assisti a última obra prima de Allen, e como sempre, ele está ótimo, nos surpreendendo cada vez mais, ele trocou a agitada Nova Iorque, e a linda Londres, por Barcelona, uma cidade “caliente”, que tem um pouco das características de uma metrópole daqui da América Latina.
Eu nem me atrevo a falar da história aqui, só digo que vale muito a pena assistir.
Ah! Estou baixando uns filmes no portal “makingoff”, só tem filmes maravilhosos por lá, que dificilmente achamos em uma locadora.

Baladas, não! Bares e filas de cinema, sim.

Comprovado, baladas foi feito para unicamente você dançar, flertar só em bares e filas de cinema, ontem dia 28 de novembro de 2008, fui num bar que meus amigos e eu freqüentamos e flertei com muitos “carinhas” lindos, um especial, estava acompanhado de sua namorada, mas sim, ele esboçou um sorriso quando insistentemente eu o olhava.

Nervos a flor da pele.
+ Radiohead.

Fiquei tão tenso quando fiquei sabendo que Radiohead confirmou shows aqui, não sei o que me deixa mais angustiado, eles não virem ou eu não ir vê-los. No dia em que soube da notícia, não pude me sustentar na frente do computador e nem em meu quarto e muito menos em minha casa, sai andar pra rua, quando estou assim, ando para refrescar.
Então me resta batalhar, porque os ingressos serão posto a venda na próxima sexta-feira.

5 comentários:

andré é é disse...

ai ai fabi, agora complica, faz tempo que não comentava aqui e agora venho, e discordar um pouco, até porque sou aspirante a critico de arte, então complica até porque você não pode dizer que arte é tudo que vem de dentro, puro sentimento e talz, parece que é simplesmente espontanea, e aí acaba esquecendo que há uma boa parte de racionalização do trabalho, pesquisa e tudo mais. Técnica é tão importante quanto criatividade na exposição de uma obra.Muitas vezes, sem haver uma técnica bem definida ou aprimorada todo o sentimento da obra, que você tanto valoriza não consegue ser facilmente identificado pelo observador, e o significado da obra se perde. Há grandes artistas sem técnica e há grandes artistas sem sentimento, acredite, mas os melhores são os que combinam os dois.
infelizmente o trabalho de um critico é basicamente uma abstração, ele se apóia em suposições e análise de técnica, estilo, cores, e contexto para elaborar a critica, esquecendo algumas vezes o sentimento. Concordo então que é necessário cada um ter espirito crítico, mas para criticar também é preciso ter conhecimento.
a obra de arte também, ao ser exposta levanta diversas interpretações, as vezes completamente diferente da concepção inicial do artista, mas isso acontece proque interpretação é por demais pessoal, nesses casos.

ah ainda não vi o último do Woody, pretendo assistir, apesar de não gostar dele, como já havia dito.

adoro-o meu querido (:
saudades

maria disse...

segunda pessoa que elogiou o filme do allen, tô quase assitindo x) beeeijo amigo :} troquei o nome do blog :*

Bruna Kim disse...

Não sei bem o que comentar aqui,até porque tenho vários lados e várias opiniões sobre o assunto.A questão é: depende.
Acredito que arte seja tudo que é criado como uma maneira de expressão,agora a técnica vai de cada criador,né?Não olho pelo lado "Artista tal usa técnica tal,mudou nisso de uma obra para outra e blá,blá,blá..."
Quando alguém indica um artista pra mim eu crio uma espécie de relacionamento super intimo...
Procuro nele apenas algo que seja marcante,que seja só dele,então geralmente esqueço das características gerais,influencias e toda essa porcaria o_o.

Amanda Gonçalves disse...

Oi oi!
Aqui em Ctba tem um montão de gente em cólicas para ir ao show do Radiohead. Eu confesso que não me pega, não.
beijins.

haroldo lima disse...

olha, eu não concordo com o que vc disse sobre crítica não... porque a análise da obra simplesmente existe para construí-la também. é ingênuo a gente pensar que a coisa é feita para cada um.. é mentira, o artista tem em mente o que quer.. quem disser que não tá mentindo. cada um interpretará da forma que for, mas o cara que fez tem uma idéia do que deseja. é relativismo tratar a coisa como interpretação pessoal - crítica constrói...
e só para lembrar, praticamente quase tudo que é chamado de crítica hoje nos meios de comunicação não é crítica, é resneha cultural...

enfim, que venha o radiohead e a maratona de horas na frente do pc para comprar ingresso na madrugada de hoje.....