sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Hoje é dia de Capitu

Hoje é dia de Capitu, com olhos de uma beleza sem fim.

Vem aí para deleite daqueles que só ligam a tv aberta nessas ocasiões, Capitu. Bom, podemos confiar em Luiz Fernando Carvalho? Sim podemos, o currículo dele, nos mostra que poucas foram as vezes que ele errou, enumerar aqui algumas de suas crias, as minisséries: “os maias”, “hoje é dia de Maria”, “pedra do reino”, o filme: “lavoura arcaica” e entre outros. Lendo algumas notícias que saíram a seu respeito, o que percebi, é que Luiz Fernando é um diretor que sabe onde quer chegar, que tem uma arte contemporânea que ao mesmo tempo se choca com o barroco. É tão cuidadosamente caprichoso o seu trabalho, e percebemos que há envolvimento de todos, num geral.
Como já venho dizendo a muito tempo, adaptação de livros para a tela e cinema me deixa de nariz torcido, em se falando de uma obra prima, que marcou uma grande geração, é de ficar amedrontado, certas adaptações, não deveriam nem serem feitas, mas devemos confiar no Luiz Fernando. As chamadas na televisão nos dizem pouco, mas eu assisti um making off, em que fiquei bobo, e com um desejo enorme de ver a minissérie.
Então, nos resta esperar.

Esperar, esperar e esperar.

Não vejo a hora de ser lançado “Alice”, com direção de Tim Burton, só na expectativa, né. Eu sou apaixonado pelo trabalho de Tim, nunca me decepcionei com ele, sempre primoroso e cuidadoso também com seus filmes.

Não mais falarei de Radiohead.


Cotidiano.

Ando me divertindo tanto com as vindas de meu primo Otávio pra minha casa. Ele é elétrico, já travou o meu computador duas vezes, já quebrou a capa do cd “tribalistas”, quebrou também o rodo de minha mãe. Se eu for por aqui todas as suas peraltices, esse post vai ficar enorme.
Mas uma coisa que fiquei rindo a toa, fora quando eu o chamei de “e aí moleque” e ele me disse, “eu, não me chamo moleque, me chamo Otávio”, olha que coisa mais fofa desse mundo, não concordam?
Teve uma tarde que fui com ele na praça central daqui de minha cidade, e lá tem uns chafarizes, que as crianças brincam, meus amigos, ele ficou encantando com as águas saindo do chão e subindo no alto, ele tem três anos de idade.

4 comentários:

doug disse...

nem gosto tanto do Machadão, mas é impossível resistir à Capitu.

sobre “Alice”, viu quem vai ser o Chapeleiro? Pena q vai ser em 3D

crianças são tão fofas que dá vontade de esmagar (falo com propriedade, irmãos e alunos)¬ ¬

tô linkando...

Amanda Gonçalves disse...

E então?! Oq achou de Capitu??
Estou doida para ler sua opinião.
Eu achei bom, mas só.
Acho que o Michel Melamed arrepia, grande ator!!!

Quanto às crianças: nada mais divertido que uma com bastante personalidade. O meu filho tem um ano e 6 meses e já me dá voltas direitinho. O bicho é esperto.

Diego! disse...

Também espero ansioso por "Alice".
Sobre "Capitu"....digamos que preferi "Hoje é dia de Maria".


Crianças me lembram que o meu mal humor é só fachada mesmo.
até...

John Garboggini disse...

Não curto Machado de Assis,mais Capitu realmente é fascinante e intrigante.Muito bom!


Crianças: confesso que não tenho paciência com elas,mas tem umas que realmente são engraçadinhas e cativantes!
abraço! (: