segunda-feira, 13 de outubro de 2008

uau, yes.

A um bom tempo ouvia sujestões de meus amigos para baixar a série Skins, mas como não sou fã de baixar séries, filmes e músicas, como bem sabem todos, nunca ia atrás, tá bom que o rapidshare, 4shared e megaupload está bem legal para lidar com eles e podemos confiar bastante nos arquivos que vem de lá. Mas a idéia de baixar, vereficar o arquivo e ver que não está correto as tags ou até mesmo não ser o que a princípio dizia ser, me deixava tenebroso.
Certa vez procurando CocoRosie para baixar, encontro o arquivo supostamente certinho e com os nomes das faixas disponíveis, coloco para rodar o dowload, quando chega este e ponho para ouvir, uma voz completamente diferente da que eu conheço começa a cantar, acho estranho, vou então e clico em auto tag no winamp que automaticamente começa a procurar na web a tag certa, e eis que aparece corrigido, uma outra faixa de um outro artista que não lembrava nem um pouco CocoRosie. Excluí o arquivo no mesmo momento.

Bom, voltando na pauta desse texto, de tanto alarme, de até ler na coluna do Lúcio Ribeiro sobre Skins, e vir um amigo meu e recomendar para baixar, vai a pessoa aqui e acabada baixando, tive problemas no início, mas achei um site interessante que tem todos os arquivos certinhos lá.
A série teen é ótima, tem uma fotografia leve, toca músicas que gostamos e é ela toda moderninha.
Aparecem por lá jovens reais do nosso cotidiano, famílias a beira do colapso e que falam palavrões sim, o jovem “gay” que é aceito pelos amigos, o drogado que também tem uma aceitação bacana do grupo, tem um caso com uma professora e que logo no início da temporada é abandonado sozinho pela mãe em sua casa. Tomem nota, a droga é relatada na série não como um problema social e sim como um elemento a mais para a diversão dos jovens, inédito.
Tem a “gostosinha” que é ignorada pelo “garanhão” que por sua vez nutre um amor escondido pelo melhor amigo, este é a cobaia do grupo e tem problemas com os estudos e é virgem, tem a garota “auto-ajuda” pronta para ajudar, mas que corre da situação assim que ela se complica total, a problemática que adora as coisas tudo arrumada, sofre de distúrbio alimentares e ama sem ser correspondida, uma garota que mal fala, um mulçumano preocupado com as leis de Deu mas que "vai onde a galera vai".
É um grupo de jovens que correspondem com a realidade e não uma série pincelada “o mundo é maravilhoso”, como estamos habituados a ver.
Estou revendo os episódios, mas sei que a galera aí está plugada na net esperando a nova temporada.
As personagens da série é claro tem outros adjetivos e qualidades, mas interessante é assistir a série e não falar aqui.
Vou colocar o link do site para os interessados, tem que se cadastrar nele, é simples, assim feito é disponibilizado o arquivo.

aqui: baixar arquivo

participe: comunidade

Um comentário:

maribregagnolo disse...

Num eh por nada naao
mas na minha sala em um povo bem parecido com esss aii
hahahahahaha

beijoo
lindo o blog!!!