quinta-feira, 30 de outubro de 2008

perder a mostra de cinema de São Paulo, não pode!


Eu já fiquei desgostoso com a semana pelo motivo de não poder ir na 32ª mostra de cinema de São Paulo, tentei fazer com que a semana fosse livre e eu pudesse ir pelo menos dois dias na grande São Paulo e selecionar alguns filmes que era importante ver, mas nem um dia eu pude ter pra mim mesmo quem me dera dois.
É ridículo o tempo que gastamos com coisas que não são para o nosso próprio benefício, é claro que o trabalho é para fins ganharmos dinheiro para si próprio, mas será que é preciso ficar mais de seis horas num lugar fazendo coisas para terceiros? E o tempo para você, qual é ele e o que você tem para o seu prazer? São perguntas que devemos começar a fazer, temos que melhor lidar com esse negócio que é o tempo, pois um dia ele irá ser maligno conosco.
É mágico acompanhar uma mostra de cinema, a idéia de sair do seu mundo de rotina e passar horas e horas na sala de projeção, nas filas, sentar numa mesa de bar ou padaria e ver as programações e a qual se encaixa com você, com o seu gosto, aí que coisa mais deliciosa, escrevendo esse texto agora, tenho vontade de chorar.
Hoje é o último dia da mostra, e passaram por lá grandes nomes do cinema mundial, o legal [e o chato, também] delas, é que os filmes que são exibidos por lá, normalmente não chegam nas grandes salas de exibições do país e às vezes nem vai parar nas prateleiras das locadoras que você tem o hábito de freqüentar. E mais, na maioria, são filmes alternativos vindos de paises tão distantes, mas tão distantes.
Bom, não adianta de nada ficar chorando o leite derramado. Resta-me procurar pra baixar os filmes que certamente não virá com facilidade em minhas mãos.

4 comentários:

Amanda Gonçalves disse...

Oi Fabiano, tudo bem?! Gostei daqui também.
Vou visitá-lo sempre. Pode?!

;)

Yuuko-sama disse...

verdade no adianta chorar o leite derramado

charbak disse...

Benício já foi gostoso.

sueliton disse...

hhahah deu vontade de chorar lendo seu post sobre a mostra de cinema em sp.
eu senti na pele a sua dor de não poder ir prestigiar os filmes alternativos que tenho certeza que foi mostrado.
sinto pela sua perca e ano que vem faz um esforço de ir. falte o trabalho, não vá visitar a tia que faleceu.. sei la.. faça alguma coisa que te faça chegar la. =]