terça-feira, 2 de setembro de 2008

Mais de Caetano

Comece a gravar por "Perdeu" Caetano, assim "Lobão tem Razão" irá tomar outra forma dentro de você, como se fosse uma construção.

Até que ponto uma critica ajuda ou atrapalha? Existe critica construtiva e critica não construtiva? Pois bem, eu acho que não há critica boa, vamos por um exemplo aqui: se uma pessoa está interessada em uma música e antes de ouvi-la lê uma critica negativa sobre esta, ela que tem uma opinião formada não vai dar muita “bola” ao que leu, pois o que importa no final é a conclusão que terá ao ouvir a música.
Mas há um acontecimento que não percebemos se formando dentro de nós, por mais que tenhamos uma opinião formada a critica já a modificou. É engano pensar que não recebemos influências, recebemos sim, somos todos um emaranhado de influências, somas de “coisas” que lemos, ouvimos e vemos.
Por isso critica modifica sim a nossa opinião, mas não podemos negar a ninguém o direito de expressá-las? Não, mas temos que ter cuidado ao lê-las, não sabemos qual é a intenção de quem a escreve.
Com a critica de Jotabê Medeiros em nossa cabeça sobre o show de Caetano e Roberto Carlos em homenagem aos 50 anos da Bossa Nova, que aconteceu esses dias, podemos dizer que ele se equivocou ao escrevê-la, o texto não é construtivo, ele é sim um ataque ao show, e como pode a critica ter um espaço num jornal de grande circulação no país como a Folha de São Paulo? Respostas que vou ficar devendo, não quero influenciar em nada, tirem vocês mesmo suas próprias conclusões.
Ao Caetano, os meus sinceros votos, o meu texto abaixo que fala sobre a entrevista que este concedeu ao Jô, não é uma critica e sim uma brincadeira que fiz com a figura do artísta.
Caetano fala que os críticos de cinema são mais louváveis que os de música, eu digo que eles não criticam os filmes e sim incentivam os expectadores a vê-los. Pode-se perceber, que quando lemos um texto sobre determinado filme, desejamos no mesmo instante correr ao cinema.

Não leiam sinopse de filme, introdução de livro, opiniões de acadêmicos sobre determinada obra. Ao entrar nesse mundo mágico que é o cinema, o livro e a música, faça isso puro, como se fosse dar o seu último suspiro antes do grande mergulho. É prazeroso ver, ler e ouvir sem influências, somente você e a obra.
Precisamos sim de incentivos, exemplo: “vá ao show”, “veja o filme”, “ouça a música”.

5 comentários:

maninhojota disse...

pra mim uma critica construtiva é aquela que se direciona diretamente pra pessoa e se diz oq na sua humilde opinião se deve mudar para melhorar, isso é construtivo!
aquilo que vem pra somar!
essas pessoas que fazem criticas a torto e a direito são pessoas infelizes que invejam a felicidade alhei!
ora... quem não invejaria Caetano!? tantos anos de estrada, tantos sucessos emplacados, fãs por todo o mundo, musicas com qualidade... até eu o invejo, mas não pelo que ele conseguiu, mas sim pela grandesa dele!
um OTIMO sujeito ele! ^^

porque, é um bom porque! disse...

concordo, gosto é muito diferente, não tem como saber com um simples resumo.
APOIADO.

Athos disse...

pois éé...
com certeza todos nós samos influenciados por alguma coisa..nao adianta falar que nao...
tipo:" nao sou influenciado pq sou diferente deles"
cara..por algum motivo vc é influenciado por nao ser igual a outras pessoas..enfim...e pra falar a verdade...o que mais influencia as pessoas é a mídia!!
tudo que pasa na tv vira moda...todos fazem o msm...como se na vida real fosse acontecer igualzinho..sim..estou me referindo aquele mundo de ilusao das novelas...cinema...seriados....
alôÔÔ....vamos acordar pra vida..ali atrs daquilo..existe cameras..cenarios....e principalmente..atras dos personagens..existem pessoas de verdade...com o seu modo de ser!!!
mais nao tem jeito..muita gente acha que a vida é aquilo..e pronto!!!
ai..enfim..ja viajei de mais aqui...

abraçao!

Pedro Antunes disse...

eu concordo que o ideal é não ler as crítias... mas eu quase sempre leio! e não sinto que alguma mude minha opinião! se a crítica falar bem, eu vejo o filme (ou escuto a música)... se falar mal, eu fico com mais vontade de conhecer o trabalho! hahaha
mas tem críticos que não sabem o que falam mesmo... é um problema!
adorei o texto! ótimos argumentos! xD

=**

Eder Pereira disse...

Eder pergunta: Caetano o que você acha de tocar com Roberto Carlos, outrora Espião Musical da Ditadura?
Caetano responde: Tudo ficou para trás, hoje tudo é diferente, ele é mágico, cheio de energia me lembra Giiiil! *falando com sotaque baiano