sábado, 10 de janeiro de 2009

ele

difícil explicar. toda vez que nos enfeitiçamos por alguém, não sabemos definir exatamente a razão. no caso dele, consigo dizer apenas que, mal trocamos olhares, me senti inundar de alegria. foi um clique, um negócio mágico, que não classificaria propriamente de paixão. prefiro a palavra "amor". na verdade, um sentimento igual àquele só pode pintar quando você entende que você é você e que o outro é outro.

e por que ele? porque os homens receberam de Deus o direito de nomear o mundo. ele se chama ele pelo mesmo motivo de o verde se chamar verde, de o tigre se chamar tigre, de a pedra se chamar pedra, de björk se chamar björk com trema.

3 comentários:

mah disse...

ai ai ai..
é o amooooooor..

essas coisas sao realmente inexplicaveis...
mas são coisas boas da vida!!
Hoje eu, por exemplo, to feliz pq descobri que vou ser titiaa.!!!
hahaha

Beeijo

doug disse...

e se fosse "elA"? ah, bendito direito de nomear q nos foi concedido. no final das contas, ñ deveria importar.

Fernz disse...

com tre-ma. e tenho dito! rs